segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Prevenção Contra Incêndio em Escritórios (1)

Conhecimentos e atitudes de prevenção contra incêndio podem salvar vidas e devem ser observados por todos os servidores. Saiba mais sobre os procedimentos para prevenção contra incêndio em escritórios.

O primeiro passo para a segurança contra incêndios é a prevenção:

- Fume apenas nos locais permitidos e apague o cigarro em cinzeiros largos, certificando-se que a brasa foi completamente extinta.
- Mantenha os corredores e saídas desimpedidos e sem depósito de materiais ou de lixo.
- Remova o mais prontamente possível todo o material que não esteja em uso (embalagens, plásticos e outros combustíveis em potencial).
- Designe um responsável para verificar se todos os equipamentos foram desligados (fogões, ventiladores,etc. após o expediente.
- Quando possível, desligue os equipamentos de informática todas as noites.
- Certifique-se de que todo fio, cabo ou tomada elétrica que esteja danificado seja substituído imediatamente.
- Verifique se o espaço recomendado para a adequada circulação de ar dos equipamentos geradores de calor está sendo respeitado (por exemplo, copiadoras e computadores).
- Não coloque fios, cabos ou extensões elétricas entre portas ou locais de passagem ou fixe-os atrás do mobiliário.
- Não sobrecarregue as tomadas ou extensões elétricas.
- Se um equipamento ou dispositivo começar a emitir cheiro ou fumaça, desligue-o, desconecte-o da tomada e não volte a ligá-lo antes que um técnico especializado verifique a situação.
- Certifique-se de que as portas corta-fogo estejam fechadas.
- Certifique-se de que as escadas de emergência e portas de saída não estejam bloqueadas ou trancadas.

Incêndio Culposo:
O incêndio culposo é o maior risco do seu escritório.

- Obedeça às medidas de segurança do seu prédio.
- Mantenha as pessoas não-autorizadas fora do seu escritório ou local de trabalho.
- Minimize o material inflamável nas áreas de acesso ao público.
- Mantenha os depósitos de lixo em locais seguros ou longe do ambiente de trabalho.
- Tranque todas as portas após o final do expediente.
- Mantenha a área ao redor do prédio limpa.

Manutenção:
A falta de manutenção nos equipamentos de proteção ao fogo é o maior problema nas tentativas de combate ao fogo.

- Certifique-se de que todos os equipamentos de prevenção e combate a incêndio sejam testados e regulados periodicamente.
- Relate imediatamente qualquer falta de equipamento de combate e prevenção de incêndios ao setor responsável.

Planeje Antecipadamente:

- Conheça a rota de fuga mais rápida de seu prédio e a rota alternativa.
- Conheça a localização do alarme de incêndio mais próximo e como utilizá-lo.
- Conheça o equipamento de proteção contra incêndio que você pode precisar utilizar.
- Afixe o número da brigada de incêndio próximo a cada aparelho telefônico.
- Desenvolva um plano de emergência para situações de incêndio, incluindo a resposta imediata e a evacuação do prédio (esta é uma responsabilidade da administração mas onde todo servidor deve estar envolvido).
- Certifique-se de que cópias do plano sejam afixadas de modo proeminente e que todos os servidores (incluindo os novos) estejam familiarizados com ele.
- Certifique-se que as simulações de incêndio sejam realizadas periodicamente.
- Se você ou algum de seus colegas, ou qualquer pessoa que esteja no prédio, for portador de necessidades especiais, esteja seguro de que essa situação foi contemplada no plano de evacuação.

Se um Incêndio Ocorrer:
- Siga o plano de emergência.
- Acione o alarme de incêndio e chame a brigada de incêndio, independentemente do tamanho do incêndio.
- Só tente combater um incêndio se o mesmo for pequeno (menor do que uma
cesta de lixo), se você tiver acesso ao equipamento adequado para ser manuseado e se você foi treinado para utilizá-lo.
- Abandone o local, fechando as portas atrás de você (isto irá ajudar a diminuir a difusão do fogo e da fumaça), mas sem trancá-las.
- Se houver fumaça, abaixe-se ou rasteje, pois o ar é mais puro próximo ao chão.
Antes de abrir qualquer porta, use a parte de trás da sua mão para testar a temperatura da superfície da porta (uma queimadura no dorso da sua mão é menos incapacitante do que na palma da mão). Se a porta estiver quente, não siga em frente. Se a porta estiver fria, abra-a com cautela.
- Uma vez fora do prédio, dirija-se ao ponto de encontro designado previamente de modo a permitir a anotação do seu nome e onde serão dadas novas orientações.

Lembre-se:

- Considere todo alarme de incêndio real, a menos que você tenha sido avisado antecipadamente de que o alarme seria testado.

Fonte: Fire Protection Association Australia (www.fpaa.com.au)

4 comentários:

dimitriasilveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dimitriasilveira disse...

o MEC cumpri todas essas orientações?Acho que não!
Saudações!

Eni Neves disse...

Que tal uma parceria com o Corpo de Bombeiros para fazermo simulações periódicas. Nada como aplicar na prática, a teoria.

Ana Silva disse...

A administração está planejando ações de educação, prevenção, manutenção e emergência na área de segurança contra incêndio e pânico.
A informação é a primeira etapa nesse sentido. Novas ações serão implementadas no setor, entre elas, chamada para um curso de Brigada contra Incêndio, que acabamos de divulgar pelo Informativo SAA, além de intervenções na estrutura dos prédios.
Para essas ações, contamos com a parceria do Corpo de Bombeiros Militar do DF.